• Renata Vasconcellos

Lombalgia: a segunda queixa mais comum nos consultórios


Sabe aquela dorzinha lá no final da coluna? Chama-se lombalgia, uma queixa extremamente comum nos consultórios. Tão comum que perde apenas para o resfriado, segundo a Sociedade Brasileira de Reumatologia. É comum que a dor irradie para pernas e cause a sensação de dormência nos membros.

A dor lombar pode ser aguda ou crônica. O que diferencia é o tempo que a pessoa sente dor. Dizemos que a dor é aguda quando dura menos que 3 semanas e crônica quando o período se prolonga.

De acordo com pesquisas, cerca de 70% da população mundial desenvolve dor na coluna em alguma etapa de suas vidas, mas na maioria dos casos há resolução espontânea. Mais de 50% dos pacientes melhora após uma semana; 90% após oito semanas; e apenas 5% continuam apresentando os sintomas por mais de 6 meses ou apresentam alguma incapacidade.

Leia também: Lombalgia: um problema muito comum

Uma pesquisa recente realizada pela Advil com o apoio do CONECTA revelou dados importantes sobre "A Dor no Cotidiano" do brasileiro. Dos 1.954 entrevistados, a dor nas costas lidera o ranking de maior causa de afastamento do trabalho com 65% das afirmações. Falamos sobre isso nesse post.

São inúmeras as causas da lombalgia, mas a maioria é causada pelo "mau uso" ou "uso excessivo" das estruturas da coluna, esforços repetitivos, excesso de peso, pequenos traumas, má postura e posição errada de sentar no dia a dia. Outras causas são infecções, inflamações, hérnias de disco, doenças degenerativas e até estresse.

Leia também: A importância de uma boa postura

Gráfico ilustrativo com posturas certas e erradas.

O diagnóstico correto necessita de um histórico do paciente e um exame físico detalhado. Exames de imagem geralmente são solicitados quando as dores persistem por mais de 5 semanas.

O objetivo inicial do tratamento é o alívio da dor e, para isso, seu médico pode indicar o uso de medicamentos e fisioterapia, que pode ser realizada com métodos de aquecimento superficial e/ou profundo, alongamentos e exercícios de fortalecimento para as costas.

Uma maneira de evitar as dores é se exercitar em um intervalo de no máximo 2h — caminhar um pouco e fazer alguns alongamentos. Nosso corpo precisa de movimento e ficar sentado durante todo o período de trabalho não faz bem para nossas articulações e músculos.

Saiba mais sobre a posição sentada e o uso do computador

Se você sente dores, agende uma consulta e recupere sua qualidade de vida. Converse com seu médico!

.

#Dor

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo