• Comunicação Renata Vasconcellos

Geração cabeça baixa sofre com dores na coluna


Pare tudo o que está fazendo e observe. Quantas pessoas estão usando o celular agora perto de você? Provavelmente muitas. É que os Smartphones se tornaram parte da nossa vida e vivemos a Geração cabeça baixa. Não importa onde, nós sempre damos aquela conferida seja em mensagens, Redes Sociais ou e-mail. O problema é que esse hábito pode representar um perigo para a nossa saúde.

Conforme divulgado na pesquisa Surgical Technology International, do Reino Unido, sempre que abaixamos a cabeça para verificar nossos Smartphones, recebemos uma pressão de aproximadamente 30 quilos sobre a nuca. E isso está diretamente relacionado à posição da cabeça.

Quando estamos com a cabeça na posição normal, com o pescoço reto, ela exerce um peso de aproximadamente 6 quilos no início da coluna. Mas, se inclinarmos a cabeça um pouco para baixo, esse número aumenta em cinco vezes.

É claro que não inclinamos a cabeça para frente e para trás somente por causa da tecnologia na palma das nossas mãos. Fazemos esse movimento diversas vezes ao dia. Acontece que hoje em dia a maioria das pessoas passam mais tempo olhando para baixo na direção de uma tela. A pesquisa, inclusive, afirma que, em média, as pessoas passam de duas a quatro horas encarando os seus dispositivos móveis.

Seguindo a lógica, podemos concluir que passamos entre 700 e 1400 horas com a cabeça inclinada para baixo no período de um ano somente por causa dos nossos aparelhos eletrônicos.

Mas calma. Este não será o fim de uma Era! Até porque, de acordo uma projeção feita pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP) divulgada em abril deste ano, até outubro haverá 208 milhões de Smartphones no Brasil. Então o que precisamos é de conscientização.

Pressão que a coluna suporta segurando o ângulo de inclinação da cabeça.

Os pesquisadores recomendam uma mudança de postura. Ao invés de olhar para baixo, levante a mão e deixe o Smartphone na altura dos olhos. Assim, evitará acabar com sua coluna apenas para conferir as notificações.

Além de mudar a posição de olhar pra o celular, é importante também evitar ficar muito tempo na mesma posição e fazer exercícios de fortalecimento para manter uma postura melhor, sem que haja tanta sobrecarga e compensações para fazer as atividades diárias.

Exercícios como o Pilates trabalham muito bem a postura e o alongamento dos músculos que podem sofrer com esse excesso de peso da cabeça. No caso de dor constante, é fundamental procurar uma avaliação médica e, se necessário, o especialista encaminhará o paciente pra o tratamento com RPG para, dessa maneira, fortalecer de forma global toda a musculatura e aliviar os sintomas causados pela má postura.

Você sente dores? Então agende uma consulta com a gente e melhore sua qualidade de vida.

#Postura #Celular #Smartphone

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo